Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Pink Elephant Shoe

08
Jun16

IRMÃS


Devoro livros. Tantos, que é fácil perder a conta. Este é um tema que por norma não abordo, mas decidi que estava na hora de variar um pouco as temáticas - afinal, este canto deve definir-me, certo? Na última viagem ao continente, perdi-me na Fnac e trouxe uma mão cheia de novos companheiros para casa. E o 'Irmãs' foi um deles.

Nunca tinha ouvido falar acerca deste livro, mas confesso que foi a associação ao 'A Rapariga no Comboio' que me atraiu. O 'Irmãs' assemelha-se ao 'A Rapariga no Comboio' na incógnita. Ambos os livros me intrigaram tanto que eu não conseguia parar de ler. Estamos sempre curiosos com a próxima página - e na minha opinião, essa é a associação mais óbvia. 
O 'Irmãs' é uma leitura fácil; um livro com uma escrita simples, sem grandes descrições e muito fácil de acompanhar. Conta-nos a história de Abi e a sua mudança de cidade para fugir às lembranças da morte da sua irmã gémea. Ao tomar café, avista Bea do outro lado da rua e sente uma empatia inexplicável por ela. Conhecem-se e Bea torna-se um apoio indispensável para Abi. A parte curiosa é que Bea também tem um irmão gémeo, Ben, com quem vive. Quando uma das colegas de casa de Bea decide mudar-se, surge o convite para Abi ocupar o seu lugar e a narrativa desenrola-se a partir desse ponto. 
O livro é extremamente cativante porque, até ao final, não conseguimos perceber quem é o mau da fita na história. Acontecem episódios que nos estão constantemente a fazer mudar de ideias e a mudar de lado! No entanto, o final surpreendeu-me de tal forma, que me desiludiu. O climax do livro não é de todo no final. Criei tantas expectativas com a narrativa que não estava à espera de algo tão descabido. Nada óbvio, atenção, mas um pouco all over the place na minha opinião. Seja como for, por algum motivo li o livro em apenas dois dias! Aconselho vivamente a quem gosta de thrillers psicológicos - uma óptima aposta para as leituras de Verão,






35 comentários

Comentar post

Pág. 1/4